terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Os Episódios Natalinos do Pica-pau

03. O Natal da Família Urso (1962) - Episódio Perdido


Mais um episódio de Natal, dessa vez da Família Urso, da turma do Pica-pau, lançado em 1962 pelos estúdios Walter Lantz. Infelizmente ele foi perdido há muitos anos e nunca mais voltou, mas ainda há esperanças de que ele volte, visto que desde 2011, a Positivo vem nos surpreendendo com episódios perdidos, raros e até inéditos. 

Esse episódio é nostálgico, por assistir ele no dia de Natal da minha infância, era anual. E isso deixava o episódio mais legal. Ficava naquela ansiosidade pra ver o episódio de volta,  e sempre foi bom. No mundo afora, é exibido normalmente, somente aqui no Brasil é que o episódio virou perdido, mas não se preocupem, graças a gravações antigas, ele está disponível na internet dublado.

E a dublagem é aquela da BKS de 92, e se encaixa muito bem aqui, curiosamente ela não teve dublagem AIC, como outros episódios de 62 e 63 tem. A história é essa, Charlie resolve fazer uma grande ceia de natal pra sua família, e não tem o peru, então ele decide matar o ganso Goose. E então ao decorrer o ganso se esconde e planeja armadilhas pro urso chefe de família. Charlie caça o ganso, mas é sempre atrapalhado pelo Goose. Até que no final ele consegue pegar o ganso, e o coloca no recipiente e Charlie ameaça cortar suas pernas, aí sua família chega das compras de Natal, e ficam perplexos com o que veem. Charlie fica envergonhado, pede mil desculpas pro Goose, os dois choram, e se perdoam. 

No final, todos estão na mesa de ceia de Natal toda decorada, e aguarda o peru da mamãe urso e todos celebram contentes e na paz o Natal!

Esse episódio é tocante, acho que é o mais tocante da Família Urso, e com certeza marcou quem assistiu. O episódio foi exibido pela primeira vez em 1992, passou a ser anual em 1993 e em 1996 sumiu. Esperamos que ele volte, é o melhor episódio da Família Urso. Lembrando que ele tem 8 minutos de duração, algo não muito comum nos anos 60 nos estúdios Lantz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário